Jovens de Iaçu têm direito de sonhar

Jau Ribeiro – Empresário, agricultor.

Que futuro tem um lugar em que os seus jovens não têm esperança?

Ao longo dos anos nos acostumamos em Iaçu a conviver com um processo que se impôs na nossa cidade como uma fatalidade da qual parecemos predestinados a cumprir: o êxodo dos nossos jovens que, sem expectativas de futuro, se vêm obrigados a deixar a terra em que nasceram em busca de um lugar onde tenham a oportunidade de realizar o sonho de conquistar uma vida melhor.

Na maioria das vezes, o sonho desses jovens é de apenas se tornarem cidadãos em sua plenitude: estudar, trabalhar, constituir família, ter um teto digno, proporcionar uma vida melhor aos pais, aos irmãos. Eles querem apenas oportunidade para transformar em realidade esse sonho legítimo e não encontrando essa oportunidade na sua terna, nada a eles resta a não ser partir estrada a fora em busca desse sonho.

É uma sina macabra, porque ao não dar esperanças a esses jovens, Iaçu não está apenas matando os sonhos deles, mas também colocando em risco o seu próprio futuro. Como poderemos sobreviver sem os jovens de hoje que, por consequência da vida, serão (ou deveriam ser) os líderes da Iaçu de amanhã?

Eu mesmo, contrariando os meus sentimentos, me vi obrigado a deixar a nossa Iaçu e ir para outras terras, em busca de um futuro melhor. Dei muita sorte, porque encontrei as oportunidades que buscava aqui perto, em Feira de Santana.

Outros tiveram que percorrer caminhos mais distantes, Salvador, Rio e, principalmente, São Paulo. Desses, a maioria não consegue voltar, apesar da saudade imensa. E nem todos encontraram as oportunidades que buscavam e estão distantes da sua terra, da sua gente, sofrendo os infortúnios das desigualdades que configuram o nosso país, sem o abrigo e o aconchego daqueles que os amam.

Já passou da hora de mudarmos essa realidade. Iaçu e toda a nossa região, precisa encontrar soluções para preservar o nosso bem mais precioso: a nossa juventude.

Sei que não estou e nunca vou estar sozinho nesse propósito. Hoje, o meu sonho é trabalhar para construir esperanças que geram oportunidades, sobretudo, para os nossos jovens que, se Deus quiser, não terão mais como obrigatoriedade, sumir na poeira da estrada em busca do seu futuro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Solverwp- WordPress Theme and Plugin